Palace Hotel - Caxambu

sábado, 25 de abril de 2015

I Copa das Estâncias de Futebol

I Copa das Estâncias de Futebol



A ADHC, estará realizando no período de 17 de maio a I Copa das Estâncias de Futebol, evento que tem como principal pilar resgatar os grandes jogos e torneios de futebol da região.
Fazem parte da comissão organizadora: Carlos Roberto Vinte, Orlando Inácio de Paiva, Rafael Pinto Neto, Iasmim Brum, Waldir Tapetti.

Nas palavras do presidente da ADHC, o maior objetivo de realizar esse evento e procurar dar uma maior opção de lazer e diversão as pessoas, bem como trazer o maior numero de jovens para o lado do esporte e assim afastar as drogas do convívio dos jovens.

"Se todas as batalhas dos homens se dessem apenas nos campos de futebol, quão belas seriam as guerras"

Delegação de Caxambu e região presente no 10º Congresso Estadual do Sind-UTE/MG

Delegação de Caxambu e região presente no 10º Congresso Estadual do Sind-UTE/MG


O Sind-UTE/MG subsede Caxambu e Região esteve presente com os delegados eleitos na base (escolas e SRE) no 10º Congresso Estadual da entidade, que se realizou nos dias 18, 19, 20 e 21 de abril em Contagem.

Representando escolas de Caxambu, Baependi e SRE, os delegados puderam participar dos debates que buscaram organizar estrategicamente a luta dos trabalhadores em educação em nosso Estado. Após três dias de mesas e grupos de debates, os delegados de toda Minas Gerais participaram no último dia de um ato na cidade de Ouro Preto, para exigir que o governador Fernando Pimentel acate as reivindicações da categoria.

"Desejamos que o congresso sirva principalmente para duas coisas: que seja um espaço de formação e construção coletiva de nosso sindicato e de nossa luta. Além disso queremos que o congresso seja um grande instrumento de pressão ao governo, ao mostrar a capacidade de mobilização e organização de nossa entidade e da própria categoria. Não é a toa que hoje temos aqui cerca de 2.600 delegados de várias regiões de Minas", comentou antes do início do congresso Cássio Diniz, professor da rede estadual e diretor do Sind-UTE/MG.






Sind - UTE Caxambu e Região

Sind-UTE/MG realiza o maior congresso de sua história

Sind-UTE/MG realiza o maior congresso de sua história


Cerca de 2.600 delegados e delegadas participam desse encontro
Um evento para ficar nos anais da história do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais. O 10º Congresso do Sind-UTE/MG e 22º Congresso dos Trabalhadores e das Trabalhadoras em Educação de Minas Gerais, que faz uma homenagem ao combativo educador Luiz Fernando Carceroni, falecido novembro de 2014, reúne em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte,  cerca de 2.600 delegadas e delegados, vindos de todas as regiões do Estado.

Na pauta dos educadores e educadoras mineiros, entre os dias 18 a 21 de abril, assuntos que envolveram desde questões estatutárias, apresentação das resoluções inscritas, passando pelo debate das conjunturas internacional, nacional e mineira, os desafios da democratização da mídia, da construção dos planos de educação, da educação pública em Minas Gerais, a precarização da profissão docente e do trabalho, terceirização, política educacional e políticas permanentes, estrutura sindical, reforma política, saudação da Internacional da Educação para a América Latina, balanço da gestão e construção do plano de lutas.
Abertura
As boas-vindas aos congressistas no sábado (18/04) vieram, num primeiro momento, por meio das Meninas de Sinhá, grupo da terceira idade, que existe há 20 anos e é composto por senhoras com idade entre 70 e 96 anos. Elas chegaram animando o encontro, cantando músicas da cultura popular brasileira e dançando.
Na mesa de abertura do Congresso, a presença de diversas lideranças dos movimentos sindicais e sociais: Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Central Única dos Trabalhadores (CUT Nacional e Minas Gerais), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), CSP/Conlutas, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Levante Popular da Juventude e deputados estaduais.
Ao abrir o encontro, a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueiraagradeceu a presença de todos os presentes e lembrou que o feriado de 21 de abril para muitos é um tempo de descanso, mas para os trabalhadores e as trabalhadoras em educação de Minas Gerais, esse é um tempo de luta. “Esse congresso é o tempo da mobilização pelo pagamento do Piso Salarial e reconstrução da nossa carreira. A presença de vocês todos aqui, lotando esse espaço, nesse que é o maior congresso da história do Sind-UTE/MG, nos dá a certeza de que estamos sim, dispostos, a empunhar essa bandeira”, reforçou.
Também agradeceu a solidariedade por ocasião do julgamento Ação de Investigação Judicial Eleitoral proposta pela coligação que encabeçou a chapa do PSDB ao governo de Minas, nas eleições de 2014. Além de Beatriz Cerqueira, foram processados os diretores Lecioni Pereira, Denise de Paula, Feliciana Saldanha, Marilda Abreu, Paulo Henrique e Geraldo Miguel. “É muito difícil, ao todo respondemos a 25 processos movidos pelo PSDB,  mas estranho seria se estivéssemos sendo elogiados pela direita. Tudo isso nos mostra que estamos do lado certo, da classe trabalhadora, dos educadores de Minas Gerais”, desabafou Beatriz.
CNTE presente
“Sempre que os educadores mineiros nos pautam, estamos presentes. A luta de vocês é a nossa luta. É com satisfação que estamos aqui, vendo essa grande mobilização pelo Piso, um Congresso grandioso em todos os aspectos”, disse o presidente da CNTE, Roberto Franklin Leão.
O enfrentamento feito pelo Sind-UTE/MG na busca pela construção de políticas permanentes em defesa dos direitos dos educadores também foi destacado por ele. “Enquanto não resolverem o problema da carreira, valorizando os profissionais da educação, especialmente a partir de um plano estadual de educação para todos, que preserve a nossa autonomia, não teremos pátria educadora. Precisamos de trabalhadores felizes em sala de aula”, disse Leão.
30 de abril – Greve Nacional
O Congresso brasileiro, criticado por ser um dos mais conservadores desde 1964 também foi alvo de críticas e para dar uma resposta política que dê conta de dizer que a sociedade não está satisfeita com os políticos que aí estão. Daí a necessidade de construção de uma greve nacional forte dia 30 de abril foi lembrada como necessária. Será esse o momento de todos saírem às ruas para lutar pelo Piso Salarial, melhorias na educação e saúde, pelo direito à moradia, contra a violência, a corrupção, as Medidas Provisórias 664 e 665, que trazem prejuízos irreparáveis aos direitos da classe trabalhadora, contra o PL 4330, da terceirização sem limites e em defesa da Petrobras.
Reconhecimento
presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras de Minas Gerais (CTB), Marcelino Rocha agradeceu o convite do Sind-UTE/MG dizendo que essa seria mais uma oportunidade de dizer aos educadores pela organização dessa categoria em prol da luta pelo desenvolvimento e valorização do trabalho.
Lembrou que, num momento em que sofremos os ataques impostos pelo imperialismo, com denúncias de corrupção no governo Chileno, no Brasil e em outros países; em que se assiste o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e somente uma pequena parcela da população se apropriando disso, não é possível ficar inerte. Os números da fome no mundo também foram lembrados. “Como não se indignar diante a fome no mundo. Mais de 1 bilhão de pessoas famintas no planeta e no Brasil ainda temos 800 milhões que não têm o que comer. Esse cenário que precisa ser revertido”. No entanto, Marcelino destacou cenas que mudaram a realidade do Brasil nos governos progressistas. “De apenas 13 milhões de privilegiados que há 15 anos usavam os aeroportos brasileiros, hoje somos 100 milhões. Mas, precisamos avançar mais”.
Momento de mobilizar contra o PL 4330
Pela executiva da CSP Conlutas, José Maria de Almeida, destacou o momento especial de mobilização que tem explodido em todo o país contra o PL 4330. “Precisamos enfrentar com garra e determinação esses ataques aos direitos da classe trabalhadora. O momento agora exige uma polarização dos partidos de esquerda, uma ação mais contundente nos campos político e econômico. É preciso rechaçar o imperialismo imposto, o modelo econômico de ajuste fiscal e de cortes de direitos e benefícios dos trabalhadores, as tentativas de privatizações, o PL 4330. Contra tudo isso, precisamos parar o pais na greve geral. E se aqui em Minas, o governo na pagar o Piso dos educadores, ele também deve ser combatido”.
A permanente luta dos trabalhadores e trabalhadoras foi referenciada pelo Secretário Nacional de Formação da CUT, José Celestino (Tino) como a responsável pela elevação da Central Única dos Trabalhadoras como a 4ª maior central sindical do mundo.  “Precisamos manter o foco em torno de nossas reivindicações, fazer com que o plano estadual de educação seja implementado na prática, articular cada vez mais nossas lutas, enfrentar com força esse congresso nacional conservador, nos posicionar contra a homofobia e outros ataques aos direitos humanos, patrocionados por esse Congresso conservador, guiado pelo Eduardo Cunha. Vamos nos mobilizar barrar o Projeto de Lei 4330, o PL da escravidão”.
Pela CUT Paraná, a presidenta Regina Cruz, trouxe uma mensagem muito especial aos educadores do 10º Congresso do Sind-UTE/MG. Segundo ela, foi a  mobilização e a ocupação que fizeram da Assembleia legislativa que forçou aquele parlamento a retirar da pauta o projeto do Executivo, com medidas de austeridade, o chamado pacotaço.  “36 deputados entraram no plenário em um camburão para votar o projeto. Com a ajuda da CUT e da Associação dos Professores (APP) impedimos que eles votassem.”
 O projeto previa a retirada de benefícios do funcionalismo público, o que desencadeou uma série de greves pelo Estado. Professores estaduais e universitários, além de servidores da saúde também paralisaram suas atividades. Os agentes penitenciários anunciaram que entrariam em greve caso o projeto fosse aprovado. “A ida da Beatriz Cerqueira foi muito importante e fortaleceu ainda mais o nosso movimento. O apoio da Conlutas e de outras Centrais na luta contra o PL 4330 também são fundamentais nesse momento de tentativa de nos escravizar. Venho de uma categoria escravizada, os vigilantes, e não podemos deixar que esse PL avance em nosso país”.
Mais Paulo Freire  e mais conhecimento que liberta
A força da juventude também se mostrou presente no 10º Congresso do Sind-UTE/MG para fazer um convite aos educadores e estudantes: o da construção de uma escola diferente, a escola dos sonhos de todos.  professor Renan Santos, do Levante Popular da Juventude lembrou que a gente vive um tempo de desafios de enormes angústias, mas também de grandes possibilidades. “Temos de juntar nosso time para dizer que o Piso Salarial é direito e que não vamos deixar de lutar por isso. Também vivemos tempos de retrocesso, em que vimos nas ruas gente atrasada dizendo ‘Fora Paulo Freire’. Mas, estamos aqui para dizer o contário: Vai ter sim mais Paulo Freire, mais Dandara, mais Zumbi.  Não vamos abrir mão de ir a fundo e aprender mais com quem muito já nos ensinou”, disse.
O pensador cubano da liberdade dos povos latinoamericanos, José Martí, foi a referência evocada pelo militante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Joceli Andrioli para dizer aos congressistas que “só o conhecimento liberta”.  No momento em que a classe trabalhadora sofre uma grande ofensiva imperialista em seus direitos fundamentais, Andrioli alertou para as ameaças do capital internacional e para as estratégias neoliberais que tudo fazem para destruir a maior empresa brasileira, a Petrobras, e assim entregá-la a baixo custo para os especuladores.

“Precisamos fazer a tática correta. O pré-sal é uma das maiores descobertas nossas, essa é uma oportunidade e tanto que temos de melhorar a saúde e a educação. Não podemos deixar o PSDB se apropriar dessa conquista, entregar essa imensa riqueza para os donos do capital. É preciso cada vez mais selar esse campo de luta, a batalha que os educadores de Minas fizeram para derrotar os tucanos em Minas e manter a vitória de um governo progressista em nosso país são exemplos de união e de força desta categoria. Quem luta, educa! Vamos para ruas; estamos juntos com vocês”.
Os deputados estaduais Rogério Correia, professor Neivaldo Gildásio e Paulo Lamac(que preside a Comissão de Educação na ALMG) também marcaram presença e reforçaram a abertura de diálogo com o governo Pimentel. Relataram a importância das lutas dos educadores e a legitimidade da reivindicação pelo pagamento do Piso Salarial. Reforçaram ainda a necessidade de mais valorização para a categoria e colocaram os seus mandatos à disposição da educação na Assembleia Legislativa.
União e discurso crítico
A importância de juntar forças, de colocar numa só mesa a CUT, a CTB e a CSP/Conlutas, além dos movimentos estudantis e sociais foram os destaques da Vice-presidenta da CUT Nacional, Carmem Helena Ferreira Foro. “Temos que fazer essa luta juntos, valorizar aqueles que estão mais no campo da esquerda, buscar a autonomia dos movimentos sindical e social, ou seja, da classe trabalhadora”.
Também afirmou que não dá para aceitar que esse governo faça cortes nas costas do trabalhador assim como não é possível aceitar a aprovação do PL 4330. “Já fomos às ruas este ano em dois grandes movimentos, dias 13 de maio e 7 de abril para dizer não a esses ataques aos nossos direitos e vamos novamente no próximo dia 22/04, sempre com a capacidade crítica de fazer o discurso e a disputa da mídia. Só vamos ganhar esse jogo, se ganharmos mentes e corações”, ponderou.
Congressistas reforçam a luta contra o PL 4330
A pressão dos trabalhadores contra a votação do PL 4330, mais conhecido como o PL da Terceirização, se intensifica na próxima quarta-feira (22), quando será realizada nova mobilização e os educadores mineiros foram convocados a darem mais uma vez a sua contribuição.
O Projeto de Lei (PL 4330) amplia a terceirização, atingindo inclusive a atividade principal em que a empresa atua, isto é, a sua atividade-fim. O texto base foi aprovado na Câmara dos Deputados no dia 8 de abril deste ano. Dos 324 parlamentares que disseram sim, 189 são empresários. A proposição legislativa teve somente 137 votos contrários.

As entidades que são contra esse PL alegam que o texto aprovado é um retrocesso, pois retira direitos fundamentais dos trabalhadores, desregulamenta o trabalho e ameaça a liberdade de organização sindical.

Durante o 10º Congresso do Sind-UTE/MG, por várias vezes, foram citados os dados de um dossiê preparado pela Central Única dos trabalhadores que revela: os trabalhadores terceirizados recebem 25% menos, nas empresas que terceirizam serviços acontece o dobro de rotatividade, as jornadas de trabalho são maiores e os trabalhadores estão mais expostos aos acidentes no trabalho.


CONFERÊNCIA

Conjunturas internacional e nacional

Os trabalhos do sábado (18/04) no 10º Congresso do Sind-UTE/MG se iniciaram no período da tarde com a Conferência proferida pelo professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UERJ), Emir Sader, numa mesa coordenada pelas diretoras, Maria Helena Gabriel (Subsede Uberaba) e Lecioni Pereira, coordenadora do departamento Jurídico do Sindicato.

O professor falou da importância de se consolidar um Brasil que coloque o povo no poder. Segundo ele é preciso um Congresso com a cara da sociedade, que defenda os interesses da classe trabalhadora, dos mais diversos segmentos: saúde, da educação, entre outros. Este jogo começou a ser virado com as mobilizações contra o PL 4330, mas é preciso mais. “ Mas é necessário derrotar a direita, o monopólio da Globo, o monstruoso presidente da Câmara dos Deputados. Impor o financiamento público de campanha, avançar na democratização dos meis de comunicação e derrubar de vez o PL da tercerização”, alertou.

Por fim, uma mensagem especial aos congressistas. O estado nao é simplemsente uma máquina, precisa se comportar como ente  político que tem que construir a consciencia da cidadania e ajudar o povo se organizar. E se o neoliberalismo aliena as pessoas, cabe aos setores educacionais o papel fundamental de contrapor essa alienação. “Esse é um dos ensinamentos de Paulo Freire, se apropriem dele”, recomendou.

Fonte: Sind - UTE Caxambu e Região

CURSO PARA GESTANTES SERÁ REALIZADO NESTE SÁBADO

CURSO PARA GESTANTES SERÁ REALIZADO NESTE SÁBADO



Numa promoção conjunta do Hospital São Lourenço, da Secretaria Municipal de Saúde e da Unimed Circuito das Águas, o CURSO PARA GESTANTES será realizado neste sábado, dia 25, das 8h às 12h30 (cadastro de participantes a partir das 7h15), no CTEC/Unimed (Rua Antônio Junqueira de Souza, 476).

O Curso é direcionado a gestantes e seus respectivos acompanhantes, que assistirão a PALESTRAS/ATIVIDADES PRÁTICAS abordando orientações diversas sobre o período gestacional.

PROGRAMAÇÃO

7h15: Inscrição

8h: Abertura / Orientações sobre o funcionamento do Curso

8h15: “A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL E MODIFICAÇÕES NO ORGANISMO DA MULHER”
(dra. Marília Guimarães Quirino, ginecologista/obstetra do Hospital São Lourenço)

9h15: “AMAMENTAÇÃO”
(Daniele Plombon Peres, fonoaudióloga do Hospital São Lourenço)

10h15: INTERVALO

10h45: “NUTRIÇÃO DA GESTANTE”
(Rafael Ribeiro Mendes, nutricionista do NASF/Funsaúde)

11h30: “ATIVIDADE FÍSICA DURANTE A GESTAÇÃO”
(Jhackson Germano Furlani, educador físico da Unimed Circuito das Águas)


12h15: ENCERRAMENTO, ENTREGA DE CERTIFICADOS E DISTRIBUIÇÃO DE BRINDES


sexta-feira, 24 de abril de 2015

Conselho Comunitário do Bairro Santa Rita - Edital de Convocação

Atenção moradores do bairro Santa Rita - CAXAMBU-MG
Segue para conhecimentos de TODOS.




Interessados entrar em contato conforme edital.

Compartilhado por Thiago Martins

DIREITO DOS ANIMAIS E SITUAÇÃO DA FALTA DE ABRIGOS VETERINÁRIOS

Ministério Público pede construção imediata de abrigo e hospital veterinário
Recomendação foi publicada no Diário Oficial do dia 17.04.2015

O Recife deu um passo importante, oficialmente, na defesa da causa animal. Após as orientações concedidas em audiências públicas, o Ministério Público de Pernambuco emitiu recomendação à prefeitura para que seja criado, imediatamente, um hospital veterinário público e um abrigo para os animais abandonados. A solicitação foi publicada no Diário Oficial do último sábado (18). Caso a gestão municipal se recuse a atender a norma, será aberta uma ação civil pública impondo a obrigação às autoridades.

De acordo com o promotor de Justiça e Meio Ambiente da Capital Ricardo Coelho, o projeto ainda não foi detalhado, mas deve ser elaborado o mais rápido possível. "Várias entidades tratam de recolher animais abandonados das ruas e denunciam o descaso. No Recife, não temos hospital e nem local para deixar. Quando houve o caso da senhora que abandonou os animais na Encruzilhada, foram recolhidos 11 pelo Centro de Vigilância Ambiental e eles disseram que não poderiam levar mais nenhum", disse o promotor. "Como aceitar que em uma capital como a nossa o CVA se recuse a aceitar mais animais porque já tem 11? Precisamos resolver isso com urgência". 

A obra do hospital veterinário deve ser iniciada imediatamente, assim como o abrigo. "Na Secretaria dos Direitos dos Animais, temos 12 veterinários atuando em áreas burocráticas. Temos efetivo. Só precisamos da estrutura. E ela não é difícil de ser montada", concluiu Ricardo Coelho.



Fonte: Coordenadoria da Bacia do Rio Grande 

quinta-feira, 23 de abril de 2015

.Acidente na BR 354 em Caxambu próximo ao Bistecão.

Acidente na BR 354 em Caxambu próximo ao Bistecão



Compartilhado por Bruno Souza Geremias

COMUNICADO IMPORTANTE PARA OS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE CAXAMBU E REGIÃO

COMUNICADO IMPORTANTE PARA OS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE CAXAMBU E REGIÃO


Prezados colegas e companheiros de profissão,

Estamos em plena e forte campanha por nossos direitos e demandas. Desde o começo do ano, realizamos diversas atividades de organização e mobilização da categoria, com reuniões, plenárias, assembleias e manifestações. Esses atos tem surtido efeito, pois o atual governo está abrindo espaços de negociação. E graças a pressão feita pela categoria organizada pelo Sind-UTE/MG, o governo tem apresentado propostas que caminham para uma solução. Por favor, vejam a última proposta do dia 17 de abril.

Ainda é pouco. Queremos valorização profissional, reconhecimento da carreira, pagamento do piso e mais investimentos para uma educação de qualidade social. Mas para conseguirmos isso, precisamos que TODOS participem da luta.

Nos últimos anos percebemos a não participação de muitos valorosos colegas de profissão. Essa realidade e a divisão de nossa categoria fortalece aqueles que nos querem oprimir e nos explorar. Nós, professores, ATB's, ASB's, especialistas, funcionários de SRE's, etc., somos todos trabalhadores em educação. Precisamos nos unir, deixar o individualismo e a preguiça de lado, e lutar juntos em prol de um bem maior e coletivo.

No próximo 29 de abril (quarta) haverá uma nova assembleia estadual de trabalhadores em educação, com paralisação total das atividades nas escolas. A nossa categoria precisa participar dessa assembleia, que irá decidir se aceitamos ou não a proposta. A não participação de alguns prejudica a todos.

O atual governo deu sinais de não repetir a criminalização do nosso movimento, como fez o governo passado. Nas duas últimas paralisações (em 31 de março e 15 de abril), a SEE/MG e a Seplag não cortaram o pontos dos paralisados. Não sabemos qual será a postura para o dia 29 de abril, mas mesmo assim precisamos lutar, mesmo sob alguns poucos riscos.

Todos os trabalhadores tem o direito constitucional (art. 9º CF. E Lei 7.783) e moral de se mobilizar e lutar sindicalmente, não importa se formos efetivos, efetivados ou designados. Ninguém, absolutamente ninguém, pode nos coibir de exercer um direito. Caso isso ocorra, denuncie.

O Sind-UTE/MG subsede Caxambu está organizando uma caravana (ônibus) para a Assembleia Estadual no dia 29 de abril. É importante que a nossa região participe dessa assembleia que decidirá os rumos de nossa profissão. Se deseja participar, mande seu nome completo, RG, telefone e cidade para o e-mail sindutecaxambu@hotmail.com até o dia 27. SOMENTE A LUTA MUDA A VIDA! UNIDOS, SOMOS MUITO MAIS FORTES!


Fonte: Sind UTE - Caxambu e Região

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Exposição Alfa Romeo 2015 no Parque das Águas - Caxambu - MG.





Vídeo compartilhado por: Ananias Nogueira
APAE de Caxambu recebe a visita do Dep. Dalmo Ribeiro


Estive ontem (21-04) reunido com o Deputado Dalmo Ribeiro na APAE de nossa cidade para prestar uma homenagem pela emenda destinada a essa importante associação. Fico feliz em ter feito parte dessa grande conquista que beneficiou todos os alunos da APAE Caxambu. Quero parabenizar o presidente Oswaldo Alves Ramos e todos os funcionários pelo grande trabalho realizado. A APAE merece muito mais. Agradeço de coração ao Deputado Dalmo Ribeiro pela atenção contínua com Caxambu, sempre defendendo os interesses do município na Assembléia.

Compartilhado por Fábio Curi
MUSEU HISTÓRICO DE CAXAMBU 


Descaso com o turismo e com os estudantes de Caxambu.
solicito providencias !

Compartilhado por Fernando Sousa

NOTÍCIAS DA FACULDADE VICTOR HUGO



COMUNICADO!

CURSO DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

Com satisfação a Faculdade Victor Hugo comunica que obteve autorização para funcionamento do Curso de Gestão de Recursos Humanos.

O Curso que terá duração de 2 anos, com aulas presenciais, é fruto da competência do corpo docente, do comprometimento dos funcionários e da confiança depositada pelos alunos da Instituição.

Na oportunidade a Faculdade Victor Hugo agradece o apoio que possui de toda região !



ALUNOS DA FACULDADE VICTOR HUGO NA GENERAL MOTORS E NO SHOPPING CENTERVALLE ( CENTRO COMERCIAL ADMINISTRADO PELA ANCAR IVANHOE - EMPRESA PIONEIRA EM GESTÃO DE SHOPPING CENTERS NO BRASIL)


No dia 12 de maio (3ª f), os alunos da Faculdade Victor Hugo estarão na parte da manhã conhecendo o complexo industrial da General Motors em São José dos Campos, no Vale do Paraíba que foi inaugurado em 1959 pelo Presidente Juscelino Kubitschek.

Os alunos visitarão a área administrativa e a fábricas de motores, de transmissões e a linha de montagem da S10 e Trailblazer.

Na parte da tarde os alunos serão recebidos pelos diversos setores que integram e administram este Shopping que foi Inaugurado em 1987 e que mudou a realidade do comércio no Vale do Paraíba, pois foi o 1º grande centro comercial da região.

No Shopping os alunos conhecerão este grande Centro Comercial que é administrado pela Ancar Ivanhoe, empresa pioneira em gestão de importantes shoppings centers pelo Brasil.

Como em todos os Cursos oferecidos há disciplinas como: Empreendedorismo, Gestão de Pessoas, Gestão da Qualidade, Pedagogia Empresarial etc..os alunos dos diversos cursos da FVH se beneficiam destas visitas técnicas, pois aliam os conhecimentos adquiridos em sala de aula com a prática cotidiana.



"ENTREVISTA DE EMPREGO" É TEMA DE PALESTRA NA FACULDADE VICTOR HUGO

A Faculdade Victor Hugo trouxe para seus alunos a Prof. Angélica Rennó (Itajubá) que conversou com um grupo de alunos ingressantes sobre "Entrevista de Emprego".

Nesta explanação foram abordados diversos temas, desde tipo de vestuário para se apresentar em uma entrevista, dinâmicas de grupos etc..

Os alunos participaram de um intenso debate e a Prof. Leila R. Direzenchi (Diretora Pedagógica da FVH) já afirmou que em breve trará outra Palestra sobre Currículo Vitae, como faz anualmente.