Boas festas

Boas festas

domingo, 21 de dezembro de 2014

Liga Sul Mineira de Judô - graduação de novos Faixas Pretas


A Comissão de Graus da Liga Sul Mineira de Judô realizou na manhã de sábado (20/12) em Pouso Alegre o Exame Anual de Faixas Pretas. O Coronel reformado da PMMG José Carlos Saraiva,de Juiz De Fora-MG, que durante vários anos foi o Comandante do Batalhão PM de São Lourenço-MG e que cursou os módulos ministrados pelo Sensei Luiz Cláudio Farinazzo (3° Dan) em Caxambu, foi aprovado a shodan (1º dan), além de outros três judocas de Alfenas-MG (Pedro Bernardes, Adriano Bartolotti e Fernando Landri). O Dr. Frederico Holanda Czsimar, também de Alfenas e Diretor Judídico da LSMJ, foi promovido a Nidan (2º Dan). Os judocas foram avaliadas pela banca formada pelos Senseis Mitsuhisa Matsuo (Faixa Coral - 6º Dan) e Nelson Matsunaga (Yondan - 4° Dan) apresentando golpes,chaves, imobilizações, estrangulamentos, contragolpes e golpes combinados, além dos katas (Nague no Kata, Katame no Kata e Kime no Kata).

Na parte da tarde a LSMJ reuniu-se em Assembléia e reelegeu a Diretoria para o mandato de 2.015/2.017 que tem como Presidente o Sensei Luiz Claudio Brasinha Farinazzo e Diretor Técnico o Sensei Nidan Roberto Pelúcio de Baependi-MG.

Compartilhado por

sábado, 20 de dezembro de 2014

Azarão: saiba qual é a única dezena que não foi sorteada na Mega-Sena em 2014

Acredite ou não, existe um número que, apesar de seu bom histórico, não saiu em nenhum dos 1.661 concursos do ano

A Mega da Virada se aproxima e, como é sabido, o segredo para se ganhar é a sorte. Prova disso é a proximidade de vezes com que cada dezena é periodicamente sorteada na loteria. No entanto, acredite ou não, existe um número que se tornou o azarão do ano por não ter saído em nenhum dos mais de cem concursos realizados ao longo de 2014.
E qual é ele? O 28, que conseguiu quebrar todas as estatísticas dos sorteios e passou os últimos doze meses deixando frustrados aqueles que têm o número como parte de suas superstições de jogo.

A coincidência é meramente pontual. Levantamento da Caixa Econômica Federal feito a pedido do iG mostra que, historicamente, o 28 é na verdade uma das dezenas mais sorteadas na Mega-Sena.


Saiba quais são as dezenas mais sorteadas da história da Mega-Sena:
O 54 também saiu 187 vezes entre 1996 e o dia 13 de dezembro de 2014, data do levantamento do iG. Foto: Divulgação 

O 54 também saiu 187 vezes entre 1996 e o dia 13 de dezembro de 2014, data do levantamento do iG. Foto: Divulgação

E qual é ele? O 28, que conseguiu quebrar todas as estatísticas dos sorteios e passou os últimos doze meses deixando frustrados aqueles que têm o número como parte de suas superstições de jogo.


A coincidência é meramente pontual. Levantamento da Caixa Econômica Federal feito a pedido do iG mostra que, historicamente, o 28 é na verdade uma das dezenas mais sorteadas na Mega-Sena.


De todas as 60 dezenas da loteria, ele ocupa a 16ª colocação entre as mais sorteadas da história, num total de 176 vezes – apenas 20 a menos do que o líder dos sorteios, o 5. Em 2014, a dezena que mais saiu foi o 38 (17 vezes), enquanto 2, 13, 18, 21, 32, 35, 54, 56 e 58 ocuparam a penúltima colocação, aparecendo em 10 concursos.


Agora, em relação aos 18 anos de existência da Mega-Sena, a realidade é outra: os lanternas são o 22 e o 26, que apareceram "apenas" 137 vezes nos 1.662 concursos da loteria, até o último dia 17 de dezembro. Uma diferença de 59 vezes em relação ao líder de aparições.

Fonte: IG
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2014-12-20/azarao-saiba-qual-e-a-unica-dezena-que-nao-foi-sorteada-na-mega-sena-em-2014.html

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Ministro reafirma competência de municípios para legislar sobre proteção ao meio ambiente


O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Celso de Mello, deu provimento a Recurso Extraordinário (RE 673681) para declarar a constitucionalidade de lei municipal de Mogi-Mirim (SP) que dispõe sobre preservação e defesa da integridade do meio ambiente, e determina a regulamentação da norma pelo Executivo local. Para o ministro, os municípios têm competência para formular políticas públicas destinadas a viabilizar a proteção local do meio ambiente.

O recurso foi interposto pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) contra decisão do Tribunal de Justiça do estado que declarou a incompatibilidade da Lei 4.814/2009, do Município de Mogi Mirim, com a Constituição estadual. Para o MP-SP, o acórdão teria transgredido preceitos constitucionais.

Competência

Em sua decisão, o ministro citou parecer do Ministério Público Federal e precedentes da Corte para afirmar que ao município é garantida competência constitucional para formular regras e legislar sobre proteção e defesa ambiental, “encargo irrenunciável que incide sobre todos e cada um dos entes que integram o Estado Federal brasileiro”.

Os preceitos inscritos no artigo 225 da Constituição, pontuou o decano, traduzem a consagração de uma das mais expressivas prerrogativas asseguradas às formações sociais contemporâneas, que consiste no reconhecimento de que todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.

De acordo com o ministro, principalmente em função da Declaração de Estocolmo sobre Meio Ambiente (1972) e das conclusões da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio/92), a questão ambiental passou a compor um dos tópicos mais expressivos da nova agenda internacional.

“Dentro desse contexto, emerge, com nitidez, a ideia de que o meio ambiente constitui patrimônio público a ser necessariamente assegurado e protegido pelos organismos sociais e pelas instituições estatais (pelos municípios, inclusive), qualificando-se como encargo irrenunciável que se impõe – sempre em benefício das presentes e das futuras gerações – tanto ao Poder Público quanto à coletividade em si mesma considerada”, destacou o decano.

Ainda de acordo com o ministro, esses motivos têm levado o STF a consagrar o reconhecimento do direito de todos à integridade do meio ambiente e a competência de todos os entes políticos que compõe a estrutura institucional da Federação em nosso país, “com particular destaque para os Municípios, em face do que prescreve, quanto a eles, a própria Constituição da República”.

Regulamentação

O ministro Celso de Mello também não encontrou qualquer inconstitucionalidade nos dispositivos da norma questionada (parágrafos únicos dos artigos 1º e 8º) que dão ao Executivo municipal o dever-poder de regulamentar a lei. Para o relator, há situações em que as leis não são exequíveis antes da expedição do decreto regulamentar, porque esse ato é conditio juris da atuação normativa da lei, “operando o regulamento, nessa específica hipótese, como condição suspensiva da execução da norma legal, deixando seus efeitos pendentes até a expedição do ato do Executivo”.

A atividade regulamentar primária do Executivo tem assento na própria Constituição, que confere ao Poder Executivo, em cláusula extensível a todas as unidades da Federação, competência para expedir decretos e regulamentos para sua fiel educação. “Desse modo, a mera referência, em textos normativos, ao dever de regulamentar a lei editada, mesmo quando desnecessária tal providência, não transgride o postulado constitucional da reserva de administração”, concluiu o ministro.

Provimento

Por entender que o acórdão do TJ-SP diverge da diretriz jurisprudencial firmada pelo STF no sentido da competência do município para legislar e editar normas sobre proteção ao meio ambiente, o ministro deu integral provimento ao recurso e confirmou a constitucionalidade da Lei 4.814/2009, de Mogi-Mirim.

Leia a íntegra da decisão do ministro Celso de Mello.

Fonte: Coordenadoria da Bacia do Rio Grande

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Novo local da Plenária Regional de Democratização da SRE Caxambu



ATENÇÃO TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DA REDE ESTADUAL:

Já conseguimos um novo local para a Plenária Regional de Democratização da SRE Caxambu. Irá ocorrer no Cinema de Caxambu, localizada na praça 16 de Setembro - Centro. O dia e o horário continuam o mesmo (20 de dezembro, às 9 horas - credenciamento).

Relembramos que a plenária será um espaço de debate sobre a democratização do papel das Superintendências Regionais de Ensino. Haverá toda uma dinâmica específica de plenária, no qual primaremos pela democracia coletiva. A atividade será dará da seguinte forma:


  • Credenciamento dos participantes: das 09h às 10h todos os interessados em participar deverão se credenciar, apresentando contracheque ou outro comprovante de trabalho na rede estadual de educação lotado em nossa região. Assinarão a lista de presença e receberão o crachá com nome, MASP e cidade. Quem não for credenciado, não entrará no espaço (garantindo a transparência do processo);
  • Início da plenária: a coordenação da mesa fará a abertura da plenária às 10 horas, apresentando os membros da mesa e fazendo uma fala de 20 minutos, explicando o porquê da atividade, a reunião do sindicato com a equipe de transição do novo governo e o porquê de debatermos a importância de um novo papel democrático para a SEE/MG e as SRE's;
  • Intervenções sobre democracia: a mesa abrirá para intervenções, de três minutos cada, para que todos possam fazer uso da palavra em relação a democracia e o novo papel das SRE's;
  • Ponto sobre perfil e candidaturas: a mesa coordenadora passará para o 2º ponto da pauta, no qual apresentará os tópicos do debate em 10 minutos;
  • Intervenções sobre perfil e candidaturas: a mesa abrirá para intervenções, de três minutos, para os participantes colocarem suas opiniões sobre o perfil dos possíveis candidatos, além de interessados se apresentarem como candidatos;
  • Assinatura do Termo de Compromisso: os candidatos apresentados irão assinar o Termo de Compromisso com os trabalhadores em educação, se comprometendo com diversos pontos ligados à democracia, ao respeito e ao diálogo;
  • Momento da indicação da categoria: os trabalhadores decidirão o modelo de votação de forma democrática na plenária (por levantamento de crachá ou urna). Logo após se realizará o pleito;
  • Leitura e assinatura da ata: após o resultado, a mesa fará a leitura da ata, e todos os participantes da plenária deverão assiná-la.
Deputado Arantes recebe a comenda “Cidadania” na Câmara Municipal de Belo Horizonte
Iniciativa do vereador professor Wendel visa homenagear
aqueles que se destacam no trabalho social

Vereador professor Wendel e seu assessor Getúlio Gontijo entregam a comenda Solidariedade ao deputado Antônio Carlos.

O deputado estadual Antônio Carlos Arantes (PSDB) recebeu esta semana, na Câmara Municipal de Belo Horizonte a Comenda Solidariedade, um reconhecimento aos oito anos de trabalho do parlamentar que também é voltado para o viés social. A iniciativa foi do vereador professor Wendel. O deputado tem conquistado diversos benefícios por meio de emendas parlamentares ou por doações para dezenas de creches, asilos, casas da criança, entidades que cuidam de portadores de deficiência, APAES, centros responsáveis pela recuperação de pessoas com dependência química, entre outros em diversos municípios da região. Em Belo Horizonte, recentemente, pro exemplo, Arantes realizou uma doação a Cáritas Paroquial, responsável pela Igreja Nossa Senhora de Fátima, onde frequenta missas regularmente. O político realizou uma doação de R$ 50 mil ao hospital da Baleia na capital mineira, que adquiriu medicamentos e itens diversos.
Em seu discurso, o vereador Wendel lembrou que ser solidário é uma ilustração de que a palavra de Cristo está sendo seguida pelo homem. Ele mencionou o nome de todos os homenageados, ressaltando o papel de cada um como contribuidor de um mundo melhor. Wendel também se recordou de nomes como Gandhi e Chico Xavier, homens que inspiram o próximo na busca de um mundo mais solidário.

A Câmara Municipal ficou completamente lotada para a comenda Solidariedade, em que um dos homenageados foi o deputado Antônio Carlos.
Arantes recebeu uma medalha e um certificado do vereador Wendel e do seu assessor Getúlio Gontijo. No certificado estão os seguintes dizeres: “Parabéns pela atuação voluntária em favor do próximo e pela brilhante contribuição no cenário social da nossa cidade. É com carinho que eu dedico esta homenagem a você, que faz o dia a dia de tantas pessoas, mais alegre e mais feliz”.
O vereador Wendel fez questão de comentar a homenagem prestada ao deputado Antônio Carlos. “É uma grande honra homenagear e reconhecer este homem público, que realiza um trabalho sério e ético na Assembleia, pois ele usa a política como agente transformador para mudar a vida das pessoas para melhor”. O parlamentar se sentiu muito feliz com o reconhecimento. “Estou contente nesta noite, vimos aqui várias histórias de pessoas que fazem a sua parte, que emprestam parte do seu tempo para o próximo e estar entre elas, realmente, foi muito gratificante”, concluiu.

-- 

Ricardo Gandra
Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Pós Graduação Handebol - Baependi - MG


Trabalhadores em educação da rede estadual de Caxambu e região farão plenária para debater o papel da Superintendência Regional de Ensino

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais realizará no próximo sábado em Caxambu uma plenária regional com os servidores estaduais para debater a democratização da Superintendência Regional de Ensino (SRE Caxambu). A convocatória é para todas as cidades que são cobertas por essa SRE.

De acordo com o professor Cássio Diniz, diretor estadual do Sind-UTE, o sindicato se reuniu com a equipe de transição do governador eleito Fernando Pimentel, e reivindicou o processo de democratização das SRE’s e o não loteamento de seus cargos com fins de interesses particulares, como foi feito nos governos anteriores. A equipe se comprometeu em respeitar as plenárias, que discutirão as indicações da categoria de nomes que irão assumir os cargos de superintendente em todo o estado. “O grande objetivo é fazer com que os trabalhadores em educação possam realmente fazer parte da SRE, de forma democrática. Queremos discutir qual deve ser o novo papel das superintendências, deixando para trás o passado recente de autoritarismo, truculência, repressão e alienação existente até então.”

Porém, Cássio faz algumas ressalvas: “Nos últimos anos os trabalhadores e o Sind-UTE sofreram – além dos baixos salários –, com a truculência, o assédio e a falta de diálogo por parte das antigas direções da SRE. Agora a categoria tem a responsabilidade de escolher democraticamente o seu novo gestor. Não queremos capatazes ou capitães do mato que repitam o que os demais fizeram, mas sim pessoas que contribuam com a democratização das relações de trabalho e educacionais, com respeito e dignidade, comprometidos com uma verdadeira educação e com os trabalhadores, estudantes e comunidade escolar, e não com interesses políticos particulares.


A plenária de democratização da SRE Caxambu irá ocorrer nesse sábado (20/12), às 09 horas na Escola Ruth Martins de Almeida. O sindicato pede para que todos que forem participar levem seus contracheques que comprovem o vínculo com o estado.
Sind-UTE/MG: Mini-curso preparatório para o concurso da Rede Estadual de Educação (SEE/MG)



O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) - subsede Caxambu - organizará em janeiro e fevereiro o mini-curso preparatório para o Concurso da Rede Estadual de Educação (SEE/MG), para auxiliar os colegas professores e servidores da rede que pretendem prestá-lo.

O objetivo é ajudar os colegas que ainda não tem um vínculo seguro com o Estado (vínculo efetivo) a estarem preparados para o concurso, que será realizado em 8 de março de 2015. Contudo, como há gastos com a contratação dos professores e material didático, as vagas serão restritas aos colegas filiados ao Sind-UTE/MG ou aqueles que se filiarem no ato da inscrição. O curso é totalmente gratuito.

Serão ministrados duas disciplinas: Língua Portuguesa e Matemática. Elas serão as matérias comuns à todas as áreas do concurso. O curso terá inicio no dia 19 de janeiro de 2015, de segunda a quinta no mês de janeiro (as aulas de fevereiro serão programadas de acordo com a disponibilidades das turmas).

Aos interessados, será necessário fazer uma pré-inscrição clicando no link abaixo:
Pré-inscrição para o mini-curso preparatório para o concurso da Rede Estadual de Educação (SEE/MG).

No primeiro dia do mini-curso, serão efetivadas as inscrições mediante a apresentação do contracheque (ou ficha de filiação preenchido e carimbado no órgão de lotação) e documento com foto.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Rodovia Fernão Dias está cheia de armadilhas para motoristas; saiba onde

Levantamento feito pelo EM revela que motoristas enfrentam obras, curvas e travessias perigosas em 43% do trecho que liga a capital mineira a São paulo

Seja na pista duplicada e de sentidos separados que leva a São Paulo e às cidades do Sul de Minas, ou no trajeto sinuoso e cercado por canteiros de obras, na direção da Bahia, Espírito Santo e Vale do Aço, a BR-381, rodovia mais movimentada e perigosa de Minas Gerais, reserva poucos trechos de condução tranquila. Em levantamento feito pela reportagem do Estado de Minas, os destinos que se irradiam dessa estrada se prolongam por 3.271 quilômetros, dos quais, segundo informações das autoridades rodoviárias, responsáveis por sua gestão e análise dos trechos, há 2.055 quilômetros (63%) que inspiram atenção, 584 (18%) em estado crítico e quase a mesma extensão, 632 (19%), em boas condições de tráfego.

No sentido São Paulo, a BR-381 é duplicada, mas enfrenta outros problemas. “O volume de veículos é muito grande, sobretudo de caminhões. Por causa das boas condições do pavimento a alta velocidade se torna uma preocupação e é a maior causa de acidentes, principalmente quando chove e muitos carros perdem o controle devido a aquaplanagem pelo acúmulo de água na pista”, afirma o porta-voz da Polícia Rodoviária Federal (PRF), inspetor Aristides Amaral Júnior.

No caminho para São Paulo, São Tomé das Letras, Caxambu, Poços de Caldas, Campos do Jordão e São Lourenço, pelas rodovias federais, BRs 381, 267, 383, 491 e 459, e estaduais, LMG-862, MG-167, MG-453, MG-173, MG-040 e SP-046, dos 1.055 quilômetros avaliados pelo EM, 457 (43%) devem ser rodados com atenção por causa de obras, curvas fechadas e travessias perigosas. Condutores encontram boas condições de tráfego em 322 quilômetros (31%) da extensão dessa malha e devem redobrar seus cuidados em 267 quilômetros considerados críticos por terem pavimentação precária, falta de sinalização e alto índice de acidentes.

O pior trecho da viagem de BH a São Paulo fica ainda na Grande BH. Entre Contagem e Betim estão dois dos trechos mais mortíferos do país, de acordo com pesquisa do Instituto de Pesquisas Econômica Aplicadas (IPEA), o primeiro entre os KMs 480 e 490, e o segundo entre os KMs 490 e 500. Os trechos coincidem com áreas urbanas densamente povoadas desses municípios e de travessia para bairros, injetando um tráfego local e mais lento numa rodovia de grande fluxo de passagem.

Fiscalização

Por esse motivo, o viajante que for rodar por longas distâncias pode preferir deixar a zona urbana mais densa da Grande BH e procurar fazer sua primeira parada para tomar café, beber água, fazer um lanche ou conferir combustível, óleo e alguma condição mecânica ou elétrica do veículo mais adiante, em São Joaquim de Bicas ou Igarapé. Quem preferir adiantar um pouco mais a viagem antes da primeira parada, pode rodar até Três Corações, que fica a 280 quilômetros do Anel Rodoviário. Compra de alimentos, abastecimento ou recarga de óleo podem ser feitas também antes, em Oliveira ou Carmópolis de Minas, ou adiante, em Varginha e Pouso Alegre, antes de entrar em São Paulo.

Nos trechos mais perigosos da rodovia a PRF já reforçou sua vigilância. Além de contar com homens parados em pontos estratégicos para policiar os condutores e do uso de radares móveis para inibir a alta velocidade, agentes estão sendo posicionados em locais adiante das fiscalizações onde usam lunetas para ver de longe os caminhões, carretas e carros que trafegam for a da faixa devida, realizam ultrapassagens proibidas e trafegam pelos acostamentos. Os agentes de luneta comunicam as infrações para os policiais adiante que param os veículos infratores e os multam. “Aqui, no caso da BR-381, o tráfego de veículos de carga é muito intenso com destino ou vindo de São Paulo. Por isso, boa parte das infrações é cometida por esses veículos”, observa o policial que fiscaliza o trecho, agente Luiz Pacheco.
Mateus Castanha
Fonte: O Estado de Minas
Parque das Águas
Medalha Milagrosa atingida por queda de duas árvores


Compartilhado por
APAC - FEIRA DE ADOÇÃO DE CÃES E GATOS 
14/12/14 - Praça XVI de Setembro - Caxambu



compartilhado por 

domingo, 14 de dezembro de 2014

ABNC recebe doação de empresa da região

A diretora da Associação Beneficente Nhá Chica Irmã Aída Ferreira Martins recebeu das mãos do diretor do Carrossel Supermercados Luciano Nogueira Fernandes a doação de um vale compras no valor de um salário mínimo em compras por mês, de outubro de 2014 a setembro de 2015. 
A empresa promove todo ano apoio a diversas instituições da região priorizando aquelas que melhor promovam o bem estar de crianças mais necessitadas. 
Pela primeira vez a Associação Beneficente Nhá Chica foi contemplada – “O critério para a escolha das creches, é relacionado à quantidade de crianças e necessidade financeira. Quanto maior o número de crianças que a instituição atende, maior a possibilidade de receber a doação, principalmente se forem crianças pequenas” – explica Luciano. 
Segundo o diretor da empresa, neste ano, ele e os demais sócios do supermercado resolveram, após pesquisarem informações sobre a atuação da ABNC, estender a doação a também à Associação Beneficente Nhá Chica-“Confesso que fiquei bastante impressionado com a organização e limpeza da Associação Nhá Chica, onde percebi que as crianças são bem educadas” – afirma o diretor do Carrossel. 
A direção da ABNC agradece mais uma vez este ato de amor ao próximo e a importante colaboração na manutenção da obra de proteção à vida de crianças e adolescentes

Fonte: ABNC

sábado, 13 de dezembro de 2014

Iluminação de natal da Praça XVI de Setembro



Fotos compartilhadas por Rafael Santos 
VI CAMPEONATO DE FUTSAL dos Funcionários Públicos Municipais de Caxambu MG - 2014


HOMENAGEM TROFÉU OSVALDO SOARES DE ANDRADADE (LINGUINHA)






RESULTADOS


sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Hoje a rua Major Penha amanheceu assim


Festival Boa Mesa - Janeiro 2015

Vem aí.... FESTIVAL BOA MESA !
UM MÊS DE GASTRONOMIA, ENCONTRO E ALEGRIA.




Foi uma quadra de esportes 
Hoje encontra-se neste estado: