Palace Hotel - Caxambu

terça-feira, 3 de abril de 2018

Homem rouba mandioca, é flagrado e tem a mão cortada pelo dono do terreno em Caxambu

Homem rouba mandioca, é flagrado e tem a mão cortada pelo dono do terreno em Caxambu

Objeto cortante utilizado no crime não foi encontrado; suspeito de ter decepado a mão do ladrão fugiu e não foi preso





Um homem de 26 anos cortou a mão de um suspeito, de 24 anos, que tentou roubar mandioca em seu terreno em Caxambu, no Sul de Minas Gerais. O crime ocorreu na manhã desta segunda-feira (2). De acordo com a Polícia Militar, o suspeito fugiu e, até esta terça-feira (3), ainda não tinha sido encontrado.
Ainda segundo a polícia, o terreno fica no bairro Talismã e o dono foi avisado do crime por populares que viram o suspeito entrando no terreno por volta de 10h30. A vítima estava junto com um irmão dele, que não se feriu. Os dois pularam o muro do imóvel e foram surpreendidos pelo dono da propriedade quando pegavam as mandiocas.
O suspeito do crime e a vítima se desentenderam e durante a briga, o dono do terreno se muniu de um objeto cortante e acabou decepando a mão esquerda do jovem de 24 anos. Segundo a polícia, o suspeito queria punir a vítima pelo roubo. O homem fugiu. A arma utilizada para cortar a mão da vítima não foi encontrada.
Vítima passou por cirurgia
Populares acionaram a Polícia Militar que socorreu o homem para o Hospital Casa de Caridade São Vicente de Paulo, em Caxambu, onde ele passou por uma cirurgia para retirada completa da mão. Segundo enfermeiros do hospital, a vítima está sentindo pouca dor no local da amputação, está consciente e se comunicando.
Ainda segundo a unidade hospitalar, não há previsão de alta e o homem vai seguir internado na enfermeira e vai passar por nova avaliação médica nos próximos dias. O caso será investigado pela Polícia Civil de Caxambu. A PM não informou se vítima e suspeito tinham passagens pela polícia.
Opinião dos moradores 
Para os moradores de Caxambu o crime foi um grande susto. Pelo Facebook, os moradores da cidade comentaram o caso. Uma mulher questionou se o ladrão não estava passando fome. “Sou completamente contra qualquer tipo de roubo, mas às vezes a necessidade levou os dois caras a fazerem isso, ninguém sabe as razões”, escreveu.
Outro disse que o suspeito poderia ter o ajudado ao invés de cortar a sua mão. “Eu daria para ele alguma coisa para comer cadê o amor com o próximo que é nos para jogar cortar as mãos o matar ridículo”, escreveu.
Já outras pessoas disseram a vítima e o irmão são conhecidos por crimes na região. “Moro no bairro deles esses dois são velhos conhecidos da polícia infelizmente são viciados em drogas”, disse um internauta.
Lei islâmica
O suspeito do crime pode ter se inspirado em países como a Arábia Saudita onde a lei islâmica permite a amputação de mãos de quem rouba no país. As punições são feitas sempre em praça pública para uma multidão assistir como forma de dar exemplo.
Natália Oliveira

Fonte: O Tempo