Palace Hotel - Caxambu

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Jornal O Tempo - Prefeito bate carro e pode ser afastado por improbidade

Prefeito bate carro e pode ser afastado por improbidade
Acidente motivou criação de uma CPI, já que o carro era de propriedade da administração municipal e foi utilizado para fins particulares



Um acidente de carro na zona rural do município de Caxambu, no Sul de Minas, envolvendo o prefeito Jurandir Belini (PP), pode decretar o fim da administração do pepista na cidade. Isso porque o acidente motivou a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no final do ano passado, já que, na verdade, o carro era de propriedade da própria Prefeitura de Caxambu. Na última segunda, o colegiado que avaliou a questão concluiu o relatório e apontou que Belini cometeu o crime de improbidade administrativa.
De acordo com o texto, produzido e assinado pelos cinco vereadores que formaram a CPI, Belini cometeu irregularidades ao utilizar um veículo oficial para fins particulares e por não ter registrado um boletim de ocorrência sobre o acidente. Na época do ocorrido, o Aparte chegou a publicar que a situação ganhara ares de mistério, já que o próprio carro envolvido no acidente havia sumido. Além da falta do boletim, a única testemunha do acidente, indicada pelo prefeito, tinha problemas de fala, sendo quase muda. Segundo a versão de Jurandir na época, um morador prestou socorro e o auxiliou a chegar até um hospital de Baependi, município vizinho. Ele teria perdido o controle do carro e colidido com um barranco.
Agora, o relatório será encaminhado para o MPMG. Segundo o presidente da Câmara, vereador Fábio Curi (PR), a Casa fará uma reunião para decidir medidas no âmbito legislativo. O apontamento de improbidade administrativa pelo relatório pode motivar um pedido de impeachment de Belini. A coluna entrou em contato com a Prefeitura de Caxambu, que prometeu um retorno, mas, até o fechamento desta edição, não tinha retornado.


Fonte: Jornal O Tempo