Palace Hotel - Caxambu

segunda-feira, 8 de maio de 2017

CANDIDATO É FLAGRADO COM "COLA" NA CUECA EM CONCURSO DA PM

Polícia Militar de Baependi:
CANDIDATO É FLAGRADO COM "COLA" NA CUECA EM CONCURSO DA PM


Em Curvelo um homem usou documento falso para fazer a prova no lugar de outro candidato que não compareceu a avaliação; em BH um homem foi detido com anotações digitalizadas nas roupas íntimas.
Dois candidatos às provas para o concurso de soldado da Polícia Militar foram eliminados neste domingo (7) por fraudar as avaliações. Os registros aconteceram em Belo Horizonte e em Curvelo, município da região Central do Estado.
Conforme a corporação, no Colégio Tiradentes do bairro Gameleira, na região Oeste da capital, um candidato foi flagrado com diversas "colas" presas com clips em sua cueca. Já durante a realização do teste, o homem de 25 anos foi visto por outro candidato com um papel estranho em meio às páginas da prova, sendo que o oficial que aplicava foi acionado.
A suspeita foi confirmada, mas o homem acabou levado para outro local onde passou por uma busca pessoal, quando os militares encontraram, presos com clipes na peça íntima do jovem, 20 papéis impressos com letras pequenas. As anotações continham conteúdos diversos relativos ao concurso. O candidato acabou preso em flagrante e levado para a Central de Flagrantes 3.
As provas, que visam o preenchimento de 416 vagas da corporação, também é aplicada em Divinópolis, Montes Claros, Uberaba, Ipatinga e em Curvelo.
Outro
Já na cidade da região Central de Minas, um homem de 32 anos usou documento falso para fazer a prova no lugar de outro candidato que não compareceu a avaliação.
De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, o suspeito foi pego antes mesmo de iniciar a prova. Quando os militares conferiam os documentos dos candidatos, eles suspeitaram da carteira de identidade do suspeito, que confirmou que o documento era falso e disse que tinha sido pago por outra pessoa para fazer a prova.
Ainda de acordo com a polícia, ele não chegou a ter acesso a prova. O suspeito de 32 anos, que é natural de Montes Claros, no Norte de Minas, foi eliminado do concurso e preso por falsidade ideológica e porte de documento falso. Ele foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Curvelo e responderá por uso de documento falso.
Ele não informou aos policiais qual o valor para cometer a fraude e nem quem teria pedido para ele realizar a avaliação, mas relatou que estava endividado e acabou aceitando a proposta para fazer a prova se passando por outra pessoa.

Polícia Militar de Baependi