Palace Hotel - Caxambu

sexta-feira, 19 de maio de 2017

PROJETO QUE INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE TURISMO É DISCUTIDO A PEDIDO DO DEPUTADO ARANTES

PROJETO QUE INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE TURISMO É DISCUTIDO A PEDIDO DO DEPUTADO ARANTES


A Comissão de Desenvolvimento Econômico ouviu nessa quinta-feira (18/05/17) representantes de entidades e associações ligadas ao turismo e ao comércio; do Governo do Estado, e parlamentares que defendem a aprovação do Projeto de Lei (PL) 3.844/16 de autoria do governador.
A audiência pública aconteceu a pedido do deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB) e contou a presença do secretário de Estado do Turismo, Ricardo Faria, e de seu secretário adjunto Gustavo Arraes.

O deputado Arantes sempre foi um defensor de ações que valorizem o turismo no Estado: “Minas Gerais tem um potencial turístico ainda inexplorável. Eu tive oportunidade de participar da criação dos circuitos turísticos, quando o deputado Carlos Melles era ministro do Esporte e do Turismo, no governo Fernando Henrique, e hoje temos vários no Estado, um modelo que o Brasil está copiando. Na minha região, temos o Circuito da Canastra e da Nascentes Gerais que são dois dos mais visitados, mas podemos oferecer ainda muito mais. Para que isso aconteça, precisamos de uma política que favoreça a parceria entre o setor público e o privado, que possibilite planejamentos e investimentos no setor”, afirmou.

Na audiência, o secretário de Estado de Turismo, Ricardo Faria, também defendeu o fortalecimento dos circuitos turísticos. Para o secretário, os circuitos são um instrumento fundamental para promover a regionalização do turismo.

O presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, deputado Roberto Andrade (PSB), citou várias frentes que podem ser exploradas, como o turismo religioso, de eventos, voltado para o esporte, entre outros, e apontou que Minas Gerais já possui uma rede hoteleira montada. O deputado Geraldo Pimenta (PCdoB) também apontou os vários atrativos do Estado para os turistas.
O relator do Projeto de Lei 3.844/16 na comissão, deputado Ivair Nogueira (PMDB), falou sobre o potencial turístico da represa Várzea das Flores, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e defendeu o aprimoramento do projeto.

O presidente da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais, Marco André Oliveira Martins Malaquias, disse que o Estado possui cachoeiras, cavernas e a religiosidade: “O potencial de Minas Gerais no turismo é enorme, e o projeto é um marco para incentivar o desenvolvimento da atividade”, destacou.

O coordenador regional da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, Marcos Valério Rocha, defendeu que a lei dê condições de investimento para a Secretaria de Estado de Turismo. Para ele, é fundamental que a pasta se fortaleça política e economicamente.

Já o 2º-vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-MG), Rodrigo Magerotti Soares, pediu atenção especial do poder público com relação à criação e fortalecimento dos centros de convenções. Ele afirmou que faltam espaços em Belo Horizonte para a realização de eventos, considerados fundamentais para a manutenção da rede hoteleira.



Assessoria de Comunicação
Deputado Estadual
Antônio Carlos Arantes