Palace Hotel - Caxambu

sexta-feira, 24 de março de 2017

DEPUTADO ARANTES ALERTA PARA O VOLUME BAIXO DE ÁGUA NO LAGO DE FURNAS EM PERÍODO DE CHUVAS




“ALGUMA COISA ESTÁ ERRADA”, DIZ


O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB) constatou que o volume de água na região do Lago de Furnas está abaixo do normal, apesar de chover normalmente na Bacia do Rio Grande. Segundo o deputado, que conhece bem a área, o lago deveria estar cheio nesse período chuvoso, mas não é o que está acontecendo.
Ele considera o fato suspeito: “O lago está abaixando muito a cada dia. Eu acredito que estão abrindo as comportas da represa; estão soltando as águas do Rio Grande. Eu só gostaria de saber o motivo. Será que é para gerar mais energia? Acredito que não, porque a crise econômica reduziu o consumo. Além disso, para baixo de Furnas também tem chovido. Choveu em Itaipu e em várias bacias que alimentam o Rio Grande. Em nenhum dos lagos delas faltou água”.
O deputado Arantes alerta para o fato de que alguma coisa está errada: “Será que está havendo um boicote político, forçando um novo racionamento de energia este ano? Eu acho que é bem possível. Suspeito que querem criar um problema político para o presidente Temer. Precisamos investigar. Porque, no meu entendimento, alguma coisa está errada”, afirmou.
O deputado Arantes chama a atenção para outros prejuízos que a ação está trazendo para a região: “Podemos ver metros e metros de barrancos nas margens. Isto é um problema. Primeiro, porque deixa o lago mais feito, afetando o turismo que se beneficia muito nessa época de cheia, e, segundo, atrapalha também os produtores rurais que enfrentam mais dificuldades para irrigar suas propriedades. Isso está influindo negativamente na economia na região”.
Arantes também alerta para risco de faltar água no segundo semestre: “Se eles estão soltando agora, vai faltar lá para o mês de agosto, setembro ou outubro. Aí sim, vamos ter problemas para gerar energia”.
Por fim, o deputado Arantes anunciou que encaminhou ofício à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e a Furnas Centrais Elétricas denunciando o fato e solicitando explicações.




O LAGO DE FURNAS



O lago de Furnas foi construído em 1963 e abrange 34 municípios. Um espelho d`água de aproximadamente 1.500 quilômetros quadrados. É a maior extensão de água no Estado. É conhecido como o “Mar de Minas” por ser quatro vezes maior que a Baía da Guanabara, no Rio de Janeiro.




Texto: JC Junot