Palace Hotel - Caxambu

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Estrada Real
Totem de sinalização que você encontrará em diversos trechos da Estrada Real. Foto: Tom Alves 


Criada pela Coroa portuguesa em meados do século XVII, com a intenção de fiscalizar a circulação de riquezas, (ouro e diamantes), que transitavam por trilhas outorgadas pela realeza entre Minas Gerais e o litoral do Rio de Janeiro, recebeu-se o nome de Estrada Real.
Com 1600 km de extensão, a Estrada Real exerceu papel fundamental no desenvolvimento político, cultural e socioeconômico, tamanha riqueza transformou a Estrada Real na maior rota turística do Brasil.

Cercados de natureza exuberante e por pessoas acolhedoras, hoje estes caminhos levam seus visitantes a conhecer belos atrativos de cada cidade, a cultura, a história e até o passo a passo daquele maravilhoso pão de queijo servido com um delicioso café quentinho ao pé do fogão a lenha, um excelente lugar para a prática de esportes radicais, sendo muito frequentado por aventureiros, mas também por pessoas que gostam de momentos de tranquilidade e contemplação. Um lugar surpreendente para desfrutar e guardar na memória.

No total, 162 municípios no território mineiro, sete em São Paulo e oito no Rio de Janeiro contemplados pela Estrada Real.

Há inúmeros esportes que podem ser praticados no percurso, a prática de rafting, rapel, escalada, mountain bike, montanhismo, trakking e vôo livre estão entre algumas delas.
A Estrada Real tem por base o turismo sustentável, fomentando a criação de empregos e de renda para a população que vive no entorno da estrada.

Atualmente, a Estrada Real apresenta quatro caminhos:

Caminho Velho: foi à primeira via aberta oficialmente pela Coroa Portuguesa para o tráfego entre o litoral fluminense e a região mineradora. São localidades que aliam a cultura típica de Minas Gerais, durante os 710 km do Caminho Velho há possibilidade de viver boas experiências. Dentre os principais atrativos do caminho estão as Cachoeira da Fumaça e da Zilda em Carrancas, o Parque das Águas de Caxambu e São Lourenço e o famoso passeio de Maria Fumaça de Tiradentes/ São João Del Rei e Ouro Preto/Mariana

Caminho Novo: o mais jovem da Estrada Real. Repleto de atrativos turísticos, ele guarda dezenas de vestígios da época mineradora, um verdadeiro convite para o viajante. Aberto para ser uma alternativa mais rápida e fácil ao Caminho Velho. O Caminho Novo: guarda para os turistas uma série de elementos da época das bandeiras e das primeiras explorações do território. São túneis, chafarizes e fazendas, hoje transformadas em confortáveis meios de hospedagem. Os 515 km do Caminho Novo reservam ao viajante possibilidade de turismo que aliam atrativos naturais e culturais: um prato cheio para aguçar a criatividade de quem viaja por conta própria. Seus principais atrativos são: Parque Estadual do Ibitipoca, Itacolomi e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos e Museu Imperial em Petrópolis.

Caminho dos Diamantes: atrativos que somam muita aventura, natureza, história e cultura são marca registrada por quem viaja pelo Caminho dos Diamantes da Estrada Real. O viajante percorre cerca de 400 quilômetros na companhia da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e de suas paisagens exuberantes. Atrativos imperdíveis não faltam pelo caminho, dentre os principais atrativos estão a Cachoeira do Tabuleiro com 273 metros, (a maior cachoeira de Minas Gerais e a terceira maior do Brasil), agora liberada para a pratica de escalada com autorização prévia do parque, o caminhos dos Escravos em Diamantina, a exuberância do Santuário do Caraça, o famoso Parque Nacional da Serra do Cipó e o Sitio Arqueológico da Pedra Pintada.

Caminho de Sabarabuçu: cercada pela atual Serra da Piedade (antigo Pico de Sabarabuçu), o caminho segue margeando o rio das Velhas e tem a Serra da Piedade, do alto dos seus 1.762 metros, como um dos atrativos. Os 160 km do Caminho de Sabarabuçu, guarda atrativos turísticos que vão do turismo natural ao histórico, cultural e religioso – são dezenas de igrejas e festas populares. Os principais atrativos do Caminho de Sabarabuçu são a Igreja do Ó em Sabará, o Santuário Nossa Senhora da Piedade em Caeté e as cachoeiras de Rio Acima.


Um ótimo site para conhecer mais a Estrada Real e programar a sua viagem de aventura é o Instituto Estrada Real.


Extremos