Palace Hotel - Caxambu

domingo, 19 de outubro de 2014

Calor segue intenso em Minas Gerais
Belo Horizonte iguala recorde de calor para 2014


Belo Horizonte teve um sábado muito quente e igualou o recorde de calor para 2014. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma temperatura máxima de 35,8°C na região central da cidade, mesmo valor medido em 14 de outubro. O calor poderá aumentar neste domingo



Mais calor em MG

Assim como ocorreu durante boa parte da semana, a temperatura segue bastante elevada em Minas Geras neste domingo. A forte massa de ar quente que influencia o Estado e a intensificação dos ventos de noroeste fazem com que os termômetros disparem ainda no período da manhã, em muitas áreas mineiras, inclusive na capital. Durante o sábado a temperatura ficou perto de 40°C em São Romão, em Ituiutaba, em Campina Verde e em Conceição das Alagoas e atingiu 36 graus na capital Belo Horizonte. O forte aquecimento até provocou pancadas de chuva, inclusive com granizo na região de Poços de Caldas. Para este domingo a previsão é de um dia de bastante sol e novamente com calor intenso no período da tarde. Até o final do dia são esperadas algumas pancadas de chuva, mas de forma isolada e apenas em pequenas áreas entre o Sul do Estado e a Zona da Mata. A temperatura deve superar os 40°C no oeste, no norte e no nordeste do Estado.

Belo Horizonte perto de um novo recorde de calor

O domingo fica ainda mais quente em Belo Horizonte. A Climatempo espera temperatura máxima entre 36 e 37 graus e um novo recorde de calor pode ser batido para o ano de 2014. A maior temperatura máxima, até agora, foi de 35,8°C no dia 14 de outubro de acordo com as medições do INMET

A partir de segunda-feira o tempo muda com o avanço de uma frente fria bem organizada pelo Sudeste. O dia ainda será muito abafado, porém as condições de chuva aumentam bastante e voltam a ocorrer pancadas de chuva à tarde e à noite em quase todas as regiões mineiras. Há risco de temporais, com granizo e ventania. Apenas o norte e o Vale do Jequitinhonha ainda ficam com tempo seco.

A chuva muito abaixo da média em Minas Gerais desde o início do ano deixa represas, rios e lagos secos. Alguns rios não estão mais navegáveis.