Palace Hotel - Caxambu

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Plenária de Democratização da SR Caxambu conta com mais de 200 participantes

Neste sábado, 20 de dezembro, se realizou nas dependências do Cine Minas, a Plenária Regional de Democratização da SRE Caxambu, organizada pelo Sind-UTE/MG subsede Caxambu. A plenária contou com a participação de mais de 200 trabalhadores em educação da rede estadual das cidades de Caxambu, Baependi, São Lourenço, Conceição do Rio Verde, Soledade, Itanhandu, Cruzília, Serranos, Seritinga, Pouso Alto, Passa Quatro e Aiuruoca. 

A plenária começou apresentando a situação a nível estadual e a conquista do direito da categoria em
decidir seu futuro. Debateu-se também o novo papel que as SRE's e a educação pública deveriam ter nos próximos anos. A construção da democracia interna e participativa e o fim do autoritarismo e da repressão foram os pontos principais das intervenções dos trabalhadores.

Em seguida, a plenária debateu o perfil das possíveis candidaturas ao cargo de diretor II da SRE Caxambu. Nas falas dos participantes, ressaltou-se a importância de um diretor que sustente o processo de democratização interna, como também a abertura ao diálogo e o respeito à categoria. Nesse momento, se apresentaram cinco candidatos. Todos, após uma breve fala, assinaram a Carta-compromisso com os Trabalhadores em Educação, com uma série de compromissos que o indicado da categoria assumiria ao assumir a gestão.

O pleito, realizado por urna de acordo com a vontade da plenária, ocorreu de forma tranquila. Ao final, o candidato eleito foi a prof.ª Adelaide Maria Casas, com 126 votos. Em segundo 2º lugar a prof.ª Mauricéa Neves Rocha, com 35 votos. Em terceiro o prof. Fabiano Prado com 19 votos, Francisco Manuel Viotti ficou com 12 votos e a prof.ª Eliane Fleming com 1 voto.

De acordo com o Cássio Diniz, diretor estadual do Sind-UTE/MG, a plenária ocorreu de forma tranquila, dentro do possível. "Sabemos que nem tudo foi perfeito, mas chegamos perto diante da magnitude da plenária. Foi uma grande conquista do sindicato e dos trabalhadores em educação. E esperamos que a mobilização que ocorreu em torno dela se reflita em uma participação maior da categoria na luta por seus próprios direitos, como salários justos, valorização profissional e mais investimentos na educação", ressaltou Cássio.

A indicação da categoria será encaminhada para o escritório central do Sind-UTE/MG em Belo Horizonte (ata, lista de votação, ficha da indicada), que encaminhará para a equipe de transição do novo governo.

Veja Mais:



Sind - UTE Caxambu e Região