Palace Hotel - Caxambu

sábado, 17 de outubro de 2015

Debates sobre conjuntura do país, segurança pública, fronteiras e migrações, reforma política e corrupção marcam o 39º Encontro Anual da ANPOCS

Debates sobre conjuntura do país, segurança pública, fronteiras e migrações, reforma política e corrupção marcam o 39º Encontro Anual da ANPOCS


Consolidado como espaço ímpar de debate sobre questões fundamentais da política, cultura e sociedade brasileira, este ano o 39º Encontro Anual da ANPOCS (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais) traz um leque amplo de temáticas em seus grupos de trabalho (GTs) e simpósios de pesquisas pós-graduadas (SPGs). São mais de 1000 trabalhos inscritos (entre relatos de pesquisa, artigos acadêmicos e exposições), a serem apresentados por cerca de 1300 pesquisadores de diferentes estados e também de outros países da América Latina. 

“Os encontros anuais têm sido indutores de debates qualificados sobre os processos de mudança social pelos quais passam o país e o mundo em que vivemos. Ao mesmo tempo têm sido um espaço não somente de crítica, mas também de formulação de ideias sobre como enfrentar os problemas sociais decorrentes de processos que afetam a sociedade”, afirma o sociólogo José Ricardo Ramalho, presidente da ANPOCS. 

Uma novidade marca esta edição. A tradicional Mesa de Conjuntura ganha status de Simpósio de Conjuntura. Ele será dividido em três sessões: conjuntura social, que acontece no dia 27/10; conjuntura política, que será no dia 28/10; e por fim conjuntura econômica, a ser realizada no dia 29/10. Todas as sessões ocorrem das 19h30 às 21h e devem reunir nomes como Antonio Carlos Souza Lima (MN/UFRJ), Claudio Gonçalves Couto (FGV-SP), José Mauricio Domingues (IESP-UERJ), Maria Rita Loureiro (FGV-SP), Marta Arretche (USP) e Vladimir Safatle (USP). 

“A ocasião será conveniente para trazer para o campo da análise social rigorosa o que muito frequentemente merece apenas um tratamento ligeiro na mídia. A ideia é enriquecer o debate atual, discutindo aspectos centrais da conjuntura política, econômica e social do Brasil, marcado pelas crises política e econômica, bem como por novas formas de mobilização da sociedade”, afirma o cientista político Cláudio Gonçalves Couto, secretário executivo da ANPOCS.

O evento contará este ano com duas “Conversas Interdisciplinares” – criadas na edição de 2014. A primeira será realizada no dia 27/10, das 14h às 15h30, e trará como tema “Um diálogo das Ciências Sociais e da História” a ser debatido por Lilia Schwarcz (USP) e Heloisa Starling (UFMG). Já a segunda será realizada no dia 29/10, das 9h às 10h30. Nela, o economista Luiz Carlos Bresser Pereira (FGV-SP) buscará refletir sobre a questão “Economista ou cientista social?”.

Para refletir como os padrões internacionais influenciam a avaliação e o subsídio de projetos de pesquisas e programas de pós-graduação, será realizado o Colóquio “Internacionalização da produção e circulação do conhecimento: luzes e sombras” (CQ07). Ele será dividido em duas sessões: “Outros caminhos para a internacionalização” e “Balanços da internacionalização” e contará com a coordenação de Adrian Gurza Lavalle (USP) e Emilia Pietrafesa de Godoi (UNICAMP).

A Abertura Oficial do 39º Encontro Anual da ANPOCS será segunda-feira dia 26/10 às 21h, na sala 4 do anfiteatro do Hotel Glória, Caxambu (MG). Momento quando também haverá a entrega do Prêmio ANPOCS de Excelência Acadêmica. O prêmio foi instituído em 2013 para reconhecer e premiar pesquisadores da área por suas contribuições acadêmicas, produção intelectual e trabalho institucional em prol das Ciências Sociais.

O evento conta com o patrocínio do BNDES, FAPESP, CNPq, SESC, SESI, CAPES, IPEA, FAPERJ, Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU/USP), Fapemig e Centro Cultural Brasil-Turquia (CCBT) e apoio institucional da FFLCH/USP, Prefeitura de Caxambu e do Instituto Moreira Salles.

:: DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO ::

O 39º Encontro Anual da ANPOCS agrega ainda sessões especiais. Serão três ao todo: “Um dicionário para a cidadania: as políticas públicas como linguagem da vida cotidiana” (SE01); “Aportes da fotografia às Ciências Sociais” (SE02); e “As políticas para a publicação científica: perspectivas para os periódicos de ciências sociais” (SE03).

Além dos 42 grupos de trabalho, dos 24 simpósios de pesquisa acadêmica, das conversas interdisciplinares e sessões especiais, serão realizadas ainda três conversas com autores, 30 mesas redondas sobre variados temas, oito colóquios temáticos, três Fóruns, cursos e workshops, exposições fotográficas e sonoras, além de assembleias e reuniões das entidades e setores acadêmicos que compõem a ANPOCS. 

“A diversidade dos temas abordados nos grupos e mesas redondas refletem uma tradição já amplamente reconhecida de pesquisa e produção bibliográfica que expressam preocupações e expectativas dos diversos segmentos da nossa sociedade”, comenta José Ricardo Ramalho, presidente da entidade. A programação completa pode ser acessada emhttp://portal.anpocs.org/portal/

Confira abaixo alguns destaques desta edição do evento.

- CONFERÊNCIAS INTERNACIONAIS 
- POLÍTICA EXTERNA
- CORRUPÇÃO NO BRASIL 
- SEGURANÇA PÚBLICA
- FRONTEIRAS E MIGRAÇÕES 
- GRANDES PROJETOS
- POVOS TRADICIONAIS 
- ÉTICA E PESQUISA 
- CULTURA DIGITAL
- EXPOSIÇÕES E FILMES
- CURSO E WORKSHOP


Acesse o link e confira: http://portal.anpocs.org/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=1473:debates-sobre-conjuntura-do-pais-seguranca-publica-fronteiras-e-migracoes-reforma-politica-e-corrupcao-marcam-o-39o-encontro-anual-da-anpocs ou se preferir, baixe o arquivo em pdf anexado.

Mais informações:
Ana Claudia Mielke | Assessoria de Imprensa
39º Encontro Anual da ANPOCS | De 26 a 30 de outubro de 2015, Caxambu (MG)
Telefones: (11) 3586-5934 | (11) 99651-8091


Website: http://portal.anpocs.org/portal/

Fonte: R7