Palace Hotel - Caxambu

sábado, 9 de janeiro de 2016

Jorge Curi: 30 anos sem o "locutor padrão do rádio brasileiro"

Jorge Curi: 30 anos sem o "locutor padrão do rádio brasileiro"

Quadro "O rádio faz história" homenageia, com áudios de 1969 e 1985, o narrador que brilhou nas emissoras Nacional, Globo e Tupi




Nesta sexta-feira (8) e no dia 23 de dezembro de 2015, o quadro "O rádio faz história" do programa Todas as Vozes homenageou Jorge Curi, que faleceu há 30 anos em um acidente automobilístico, quando viajava do Rio de Janeiro para Caxambu, Minas Gerais, para passar o Natal de 1985 com parentes e amigos.

Relembre o primeiro gol do Brasil, marcado por Tostão, na vitória sobre a Colômbia, por 6 x 1, no Maracanã. O jogo foi realizado em 21 de agosto de 1969. Jorge Curi narrou a partida na Rádio Nacional. Atrás dos gols, Valdir José Guido e Márcio de Souza complementavam o relato de Curi. O áudio integra o acervo das emissoras EBC.

O treinador da seleção em 1969 era João Saldanha que, até 3 de fevereiro daquele ano, atuava como comentarista titular da Rádio Nacional, ao lado de Curi nas cabines de transmissão. No dia 4 de fevereiro de 1969, João assumiu o comando do time brasileiro.

Ouça também um trecho da transmissão de Jorge Curi, na Rádio Tupi do Rio de Janeiro, em Brasil 0 x 1 Peru, jogo realizado em 28 de abril de 1985, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A equipe da Tupi atuou, naquela tarde, com Jorge Curi e Doalcey Camargo na narração. O comentarista era Raul Plassmann e os repórteres de campo, Kleber Leite e Ronaldo Castro. O áudio foi encontrado pelo radialista Talvane Lukatto, de São Luis do Maranhão. Talvane apresenta conteúdo colaborativo nas sextas-feira no quadro "O rádio faz história" do programa Todas as Vozes.

Nesse trecho do áudio da Tupi, Curi anuncia que, após Brasil x Peru, a emissora transmitiria o amistoso Vasco e Náutico, diretamente do interior da Bahia, com narração de Sérgio Moraes e reportagens de Marco Aurélio, atual apresentador do programa Todas as Vozes. Marco era repórter esportivo da Tupi nos anos 1980.

Jorge Curi nasceu em 25 de fevereiro de 1920, em Caxambu(MG). Filho de José Kalil Curi e de Maria Curi. Entre os oito irmãos do narrador esportivo, os também famosos Ivon Curi — cantor, compositor e humorista — e Alberto Curi — locutor de noticiários no rádio e na TV.

Jorge Curi começou sua trajetória radiofônica numa emissora de Caxambu, em 1942. No ano seguinte, foi aprovado em teste na Rádio Nacional, onde também foi repórter e locutor de corridas de automóveis e apresentador de um programa dominical de calouros, A Hora do Pato. Em 1972, se transferiu para a Rádio Globo, na qual formou, com Waldir Amaral, uma das mais famosas duplas de narradores esportivos da história do rádio brasileiro.

Curi transmitiu nove Copas do Mundo de futebol: seis pela Nacional (1950, 54, 58, 62, 66 e 70) e três pela Rádio Globo (74, 78 e 82). Na Copa de 1970, Curi era o principal representante da Rádio Nacional em um pool de emissoras do qual a Rádio Globo também era integrante.

Em novembro de 1984, foi demitido da Rádio Globo. No mês seguinte, foi contratado pela Rádio Tupi. Em 23 de dezembro de 1985, quando tinha acabado de completar um ano de atividades na emissora dos Diários Associados, morreu em acidente de carro, nas proximidades de Caxambu, sua terra natal.


Ouça, no player, a homenagem ao radialista, chamado de "o locutor padrão do rádio brasileiro".

O programa Todas as Vozes vai ao ar de segunda a sexta-feira, de 7h20 às 10h, na Rádio MEC AM do Rio de Janeiro – 800 kHz, com apresentação do jornalista, radialista e professor Marco Aurélio Carvalho.
Produtor
Marcus Aurélio de Carvalho e Marcos Leite


Fonte: EBC
http://radios.ebc.com.br/todas-vozes/edicao/2016-01/81-jorge-curi-30-anos-sem-o-locutor-padrao-do-radio-brasileiro