Palace Hotel - Caxambu

domingo, 17 de agosto de 2014

VII Conferência Estadual da Educação: “Uma outra educação para Minas é possível”


“Uma outra educação para Minas é possível”

É essa a temática da VII Conferência Estadual da Educação que o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) promove dias 30 e 31 de agosto de 2014, em Belo Horizonte.

Ao fazer o convite para que essa discussão seja ampliada, o Sind-UTE/MG destaca a oportunidade do momento, uma vez que vivemos o pleno exercício da democracia representativa, com o aproximar de mais um pleito eleitoral. Em face disso, torna-se oportuna uma reflexão acerca do modelo de gestão que envolve os educadores e a educação de Minas Gerais.

E porque o Sind-UTE/MG acredita que “uma outra educação para Minas é possível?" Certamente, é um questionamento que reunirá várias respostas, já que são muitos os fatores que ensejam o desejo de mudança na área educacional.

O encontro, que reunirá educadores de todos os cantos de Minas Gerais e diversos especialistas na área da educação, pretende ser também propositivo no levante do debate sobre questões que vão desde o acesso à permanência na escola, à interlocução com a comunidade escolar e com os mais diversos segmentos sociais e populares, passando, necessariamente, pela qualidade da educação.

Vale lembrar que, desde que o modelo do choque de gestão foi feito no Estado, o Sind-UTE/MG acompanha as políticas públicas da educação (ou a sua ausência), os programas de governo e os indicadores de qualidade. Percebem-se por meio de estudos feitos pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), relatórios do Tribunal de Contas do Estado, e mesmo pelas publicações oficiais do governo que a realidade da educação em Minas Gerais é bem diferente do que é retratado pela propaganda oficial.

Há anos, o Sindicato denuncia as precárias condições de trabalho dos educadores em Minas Gerais, a falta de estrutura física das escolas e de vagas na educação básica, a destruição da profissão docente no Estado e da escola pública mineira e a tentativa de governos (in)competentes, negligentes e omissos, que insistem em censurar os educadores através da mordaça da pedagogia do medo.

Segundo a coordenadora do Departamento de Formação do Sind-UTE/MG, Feliciana Saldanha, a VII Conferência Estadual de Educação acontece num momento de profunda reflexão, em que todos os atores sociais procuram diagnosticar qual é a educação que temos em Minas Gerais, para propor e reivindicar investimentos em políticas públicas que venham alterar o triste quadro educacional em nosso Estado. “Neste sentido, a Conferência apresenta-se como instrumento pedagógico, a fim de apontar caminhos para a valorização da educação e, de maneira especial, para a ampliação do debate educacional acerca de uma educação de qualidade social para os mineiros e as mineiras.”

O Sind-UTE/MG convida a todos a fazerem um novo olhar acreditando na máxima de que outra educação para Minas é possível. Para isso, sua participação se faz fundamental. Participe!