Palace Hotel - Caxambu

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Hospital de Caxambu vai para Baependi

Hospital de Caxambu funciona atualmente apenas como posto de pronto atendimento
                                                                                       Foto:  Arquivo jornal Arte3

Reunião depois do carnaval vai decidir se o Hospital entrega ou não o Pronto-Socorro

Durou pouco o sonho do Hospital da Fundação Casa de Caridade de São Lourenço em administrar o Hospital de Caxambu. Foi confirmado agora à noite pelo presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Lourenço, vereador Ricardo Enfermeiro, após conversa com o secretário municipal de saúde, Mauro Guimarães, que o Hospital de Baependi assumirá o Hospital de Caxambu. 
Fontes não oficiais informam que uma das decisões que levaram o Hospital de São Lourenço a esfriar o assunto foi a Vigilância Sanitária Estadual. Era intenção do hospital de São Lourenço trazer em um veículo, lençóis, fronhas e outros materiais para serem lavados e esterilizados aqui na cidade. Mas houve um parecer que não permitiu tal operação.
O paciente zero de Caxambu também foi motivo de preocupação do prefeito Jurandir de Caxambu. Aliás o atendimento em si para Caxambu era, digamos, relaxado. Tinham prioridade, entravam sem protocolo de Manchester, mas esbarravam na falta de leitos do hospital. 

A partir de hoje (27/02) está bloqueado atendimento a pacientes de Caxambu pelo Hospital de São Lourenço.
Baependi assim, assume o hospital de Caxambu. O que é mais viável, diga-se de passagem, por estar mais perto de Caxambu. O Hospital de Baependi tem uma estrutura muito boa e possui dentro do seu hospital, ressonância magnética e tomografia computadorizada.

Pronto Socorro de São Lourenço - Passando o carnaval, mas sem data definida, haverá uma reunião onde estarão sentados de um lado o prefeito municipal, do outro a diretoria do hospital, e na outra ponta, a Câmara Municipal. Segundo o presidente da comissão de saúde da Câmara, vereador Ricardo de Mattos, o Hospital, se não receber o que a prefeitura deve, entrega o Pronto Socorro. 
O prefeito Zé Neto não comenta o assunto e diz que espera tranquilamente a reunião.

Se o hospital de São Lourenço entregar o Pronto Socorro, perde alguns convênios por conta dos mesmos estarem amarrados ao serviço de urgência e emergência prestados. Logo agora que conseguiu ser referência regional de pronto socorro. 

A quaresma começará pesada para alguém em 2014.  

Por Jodil Duarte - São Lourenço News